sábado, 18 de janeiro de 2014

BOM FINAL DE SEMANA

Humor assassino é para morrer de rir


Cara feia pra mim é fome!
Esse Nike parece legítimo
Nem precisava de presenteQuem colocou o alfabeto em ordem alfabética?Eu tenho superpoderes!Você tem que ver com seus próprios olhos

VAMBORA DE HJ


       Vambora de hj Saint Barthélemy

Um pedacinho do paraíso na Terra, onde a natureza e o ser humano convivem em perfeita harmonia .

Colombier, St. Barths
Colombier
Um pedacinho do paraíso na Terra, onde a natureza e o ser humano convivem em perfeita harmonia, tem um nome: Saint Barthélemy ou St. Barth, para os “íntimos”. A fim de desfrutar de tantas tentações naturais, porém, é preciso dinheiro, já que o glamouroso local virou ponto de encontro do jet set internacional. Quem passou por lá? Amodelo Kate Moss, a cantora Beyoncé e o ex-jogador Ronaldo Fenômeno. Esta ilha do Caribe teve a primeira bandeira fincada em seu solo em 1493 por Cristovão Colombo – o nome foi uma homenagem ao seu irmão Bartholomeu. Depois de muitas invasões de piratas, em 1784 a França cedeu Saint Barth à Suécia, de Gustavo III. Daí, surgiu o nome de sua capital, Gustavia.Anse des Caves, St. Barths
Anse des Caves
Mas St. Barth, ex-colônia sueca por mais de cem anos, voltou ao domínio francês. Ou seja: nota-se a presença sueca nas construções retas e coloridas, mas o idioma, a cultura e a culinária são predominantemente franceses. São apenas 21 quilômetros quadrados de território e dezesseis badaladas praias, entre elas Colombier, Le Grand Cul-de-Sac e Salines. Próxima à costa rochosa de Grand Fond, fica a célebre casa do bailarino russo Rudolf Nureyev. O desenvolvimento da ilha, porém, é relativamente recente. Há pouco mais de 20 hotéis, nove mil moradores, as estradas não têm boas condições e não há transporte público – apenas táxis com corridas a preços abusivos.Gouvernour, St. BarthsGouvernour
Grand Fond, St. Barths
Grand Fond
Cul de Sac, St. BarthsCul de Sac, St. Barths
Cul de Sac
Saline, St. Barths
Saline
Iates ancorados na marina de Gustavia, St. BarthsVista geral de Gustavia, St. BarthsMarina de Gustavia, St. Barths
Marina de Gustavia
Corosol, St. Barths
Corosol
Baía de St. Jean, St. Barths
Baía de St. jean
COMO CHEGAR
Há duas formas de chegar a St. Barth. Se você for rico e privilegiado, chegará em um luxuoso iatinho e aportará na marina de Gustavia. Se você só for privilegiado, o aeroporto de Saint Jean é seu destino. Há voos para a ilha a partir de San Juan, em Porto Rico, Anguilla e Saint Martin, com companhias como a Saint Barth Commuter (www.stbarthcommuter.com), Air Caraibes Express (www.aircaraibesexpress.com) e Winair (www.fly-winair.com).
Aeroporto de Saint Barths

Fonte : viajeaqui

Conforto para os felinos

hotel-luxo-para-gatos-ing-4
Para um dono de um gato, não há sensação de maior impotência do que deixar seu gato sozinho em casa por um longo período de tempo. Tudo bem que gatos até se viram muito melhor do que cães, por exemplo, mas... E se ele não encontrar comida? Se cair do telhado? Se arranhar toda a mobília?
hotel-luxo-para-gatos-ing-3
Para sanar as terríveis sensações que um (rico) dono de gato pode ter, foi inaugurado recentemente o The Ings Luxury Cat Hotel, um chalé localizado no meio de um bosque bucólico em Dewsbury, na Inglaterra.
A intenção dos donos foi inaugurar o hotel nas vésperas do fim do ano, para que os cat lovers façam suas viagens de Natal e Ano Novo sem precisar se preocupar com o estado do seu bichano.
Conforto felino
Os quartos têm cerca de 4,5 m² e podem comportar até quatro gatos da mesma família. Eles são repletos de brinquedinhos e aparelhos eletrônicos que distraem a atenção para coisas que realmente importam (para o gato).
hotel-luxo-para-gatos-ing-2
A diária de 15 libras (ou R$ 60) por gato (quantos mais gatos uma família tiver, maiores serão os descontos) inclui um menu a la carte, salão de beleza diário, uma almofada fofinha, atualização nas redes sociais (para os donos mais corujas observarem tudo de longe), biscoitinhos secos e água.
Agora, se você acha que seu gato merece um conforto digno de rei da selva, a suite The Woodland Wing é tudo que ele precisa: são quase 10 m², equipado com varandas com vista para o bosque, duas janelas, uma TV (!) e mais um monte de brinquedinhos. O preço para até três gatos sai a 36 libras por noite (o equivalente a R$ 140). Para se ter uma ideia, o hotel High Bank(para humanos, que fique claro), que fica em Leeds - perto do hotel de gatos-, cobra diária de 18 libras esterlinas por pessoa (por volta de R$ 70).
hotel-de-luxo-para-gatos-3
FONTE :viajeaqui
Assista ao vídeo que mostra detalhes do interior do hotel:

Incrivel de hj : Veja 7 animais bizarros de que você provavelmente nunca ouviu falar

Veja 7 animais bizarros de que você provavelmente nunca ouviu falar
Existem mais animais exóticos espalhados pelo mundo do que podemos imaginar – alguns deles estão em locais tão ocultos (como as profundezas do oceano ou isolados em ilhas) que nem sequer foram descobertos pelo homem. Obviamente, esses bichos incluem as espécies mais variadas, desde os mais simpáticos aos mais esquisitões. Veja uma breve lista de 7 animais exóticos que talvez você jamais tenha ouvido falar:

1 – Royal Flycatcher

Fonte da imagem: Reprodução/The FW
O exótico pássaro Royal Flycatcher (Onychorhynchus coronatus coronatus) é encontrado em diversas regiões da Amazônia, tanto no Brasil, como no Peru, na Bolívia, na Venezuela e na Colômbia.
O leque vermelho e de cores vivas é uma de suas principais características, abrindo-se sempre que o animal desejar. Trata-se de um bicho solitário, vivendo mais sozinho e no máximo com outro Royal Flycatcher. No Brasil, esse pássaro também é conhecido popularmente como Maria-Leque, porém existem outros pássaros que também recebem essa classificação.

2 – Babirusa

Fonte da imagem: Reprodução/The FW
O Babirusa (Babyrousa babyrussa) é mamífero semelhante ao porco, porém com um aspecto incomum, característico das ilhas da Indonésia. A espécie está em extinção e existem menos de 4 mil Babirusas no mundo todo, segundo dados do Blue Planet Biomes. Somente os machos possuem caninos extremamente acentuados, crescendo e se retorcendo para fora da boca.
Biólogos não sabem explicar qual a função desses dentes exagerados, já que eles são bastante frágeis, quebram facilmente e não auxiliam no momento de coletar o alimento ou na mastigação. Outras espécies que possuem dentes maiores ou chifres normalmente utilizam essas características em combates entre machos para disputar território ou as fêmeas do bando, porém os Babirusas não fazem nem isso com seus grandes dentes.

3 – Golfinhos de Irrawaddy

Fonte da imagem: Reprodução/The FW
Os chamados Golfinhos de Irrawaddy (Orcaella brevirostris) são nativos do sudeste asiático e possuem um formato mais arredondado do crânio, sem possuírem os típicos bicos dos golfinhos. Por mais que possuam essas características mais incomuns, eles pertencem ao mesmo grupo de mamíferos do que os golfinhos, chamado de cetáceos.

4 – Lampreias

Fonte da imagem: Reprodução/The FW
As lampreias são animais de água doce semelhante às enguias. A região da cabeça é composta por uma grande ventosa que faz a sucção dos alimentos, enquanto os olhos são relativamente grandes e permitem que as lampreias tenham uma visão ampla ao seu redor. Os adultos podem ultrapassar os 120 centímetros de comprimento. Pense bem antes de mergulhar em um rio desconhecido...

5 – Markhor

Fonte da imagem: Reprodução/The FW
O Markhor é um animal caprino encontrado nos terrenos rochosos das montanhas do Himalaia e do Paquistão (sendo considerado um dos símbolos desse país). Ele é diferenciado dos outros caprinos por possuir chifres retorcidos e pelos que crescem desproporcionalmente embaixo do pescoço. Trata-se de um animal relativamente dócil, porém que quando se sente ameaçado pode ferir seus oponentes sem hesitação.

6 – Cervo Tufted

Fonte da imagem: Reprodução/The FW
Os pequenos cervos da espécie Elaphodus cephalophussão caracterizados por possuírem um pequeno tufo de pelo negro que cresce no topo de suas cabeças e por terem dois dentes, como se fossem presas, que saem de suas bocas. Apesar dos dentes quase vampíricos, esses cervos são bastante dóceis, encontrados em diversas regiões da China.

7 – Toupeira-nariz-de-estrela

Fonte da imagem: Reprodução/The FW
Essa esquisita espécie de toupeiras pode ser encontrada em regiões da América do Norte e é famosa por possuir o focinho com diversas terminações com receptores nervosos, como se fosse uma estrela em constante movimento. Ela vive nos túneis que cava debaixo da terra, se alimentado de pequenos animais que encontra pelo caminho. O nariz e os seus “tentáculos” são capazes de sentir e apalpar o terreno com bastante precisão, fazendo com que essa curiosa toupeira consiga “enxergar” por eles também, já que ela sempre está em locais escuros.
LEIA MAIS EM :  Megacurioso

Curiosidade animal

As Aves do paraiso 

 Show de cores, dança e cantoria

Paradisaeini é uma tribo de aves passeriformes da família Paradisaeidae, com 14 géneros e cerca de 43 espécies das chamadas aves-do-paraíso. A característica mais marcante das aves-do-paraíso é a plumagem exuberante dos machos da maioria das espécies, utilizada como ornamento nos rituais de acasalamento. O grupo é típico da Australásia e está presente nas regiões tropicais do Norte da Austrália, Nova Guiné,Indonésia e Ilhas Molucas. As aves-do-paraíso habitam principalmente zonas de floresta tropical e manguezais.
As aves-do-paraíso são aves de pequeno a médio porte, medindo entre 15 a 120 cm de comprimento, incluindo a cauda.
Na época de reprodução, o macho representa uma série de rituais de exibição, com o objectivo de atrair as fêmeas. Estas danças são muito elaboradas e no género Parotia fazem inclusivamente lembrar as danças hula e limbo.
As plumas das aves-do-paraíso são bastante importantes nas sociedades nativas da Nova Guiné como símbolo de estatuto social. Quando a ilha foi descoberta e explorada por naturalistas europeus, as aves-do-paraíso causaram sensação pelo seu exotismo e diversidade.
NG - Ritual de acasalamento de uma ave-do-paraíso
Em um ato íntimo que os cientistas chamam de “exibição de esfregação de raque”
NG - Pássaro Paradisaea apoda na ilha Wokam, ao sul da Nova Guiné
O sol nascente ilumina o cortejo de uma Paradisaea apoda na ilha Wokam, ao sul da Nova Guiné. Os machos removem as folhas dos galhos no topo a fim de abrir espaço para os rituais de acasalamento.
NG - Pássaro ave-do-paraíso na Nova Guiné
Uma Seleucidis melanoleucus entoa seu canto na Nova Guiné
NG - Pássaro Cicinnurus respublica na ilha indonésia de Waigeo




















Laman e o Scholes encontraram o Cicinnurus respublica na ilha indonésia de Waigeo
NG - Pássaro Ptiloris paradiseus

Um exuberante macho da espécie Ptiloris paradiseus recorre, segundo Scholes, a uma técnica de “transmutação” para impressionar uma parceira em potencial
NG - Pássaro ave-do-paraíso macho
Uma ave-do-paraíso macho exibe tudo que tem a oferecer em um desfile. Conhecidos pelos seis raques rígidos que têm na cabeça e o “saiote de bailarina” formado por penas rígidas, os machos desta espécie exibem as penas iridescentes do peito em sua demonstração para as fêmeas. Cada macho limpa um trecho de alguns metros de diâmetro no piso da floresta para criar um palco em que apresenta uma dança bizarra: dá pulinhos, salta para o lado, faz mesuras e acena com a cabeça.
NG - Pássaro macho Paradisaea minor

Um macho da espécie Paradisaea minor exibe as plumas de seu flanco a fim de atrair as fêmeas
VEJA MAIS IMAGENS EM :


Animais que falam [nova serie]

Eistein, o papagaio-do-congo


Moradora do zoológico de Knoxville, nos Estados Unidos, Eistein é uma fêmea de papagaio-do-congo que tem 18 anos. Assim como outros exemplares da espécie, a ave é dona de uma inteligência incrível. Prova disso é seu vocabulário de cerca de 200 palavras e mais uma série de sons que ela é capaz de imitar. 

Fonte:  Megacurioso

Links para o final de semana

Os três lugares mais assustadores de São Paulo