terça-feira, 21 de julho de 2015

BOA SEMANA


Links para começar a semana

100 anos de moda
Selfie canina
O que acontece quando um jato passa por uma praia
O fofinho pão de gato
Ataque de fofura
Espécie de flor fica transparente com água da chuva



Hotéis de gelo

Ice Hotel in Sweden
Encontrar hotéis oferecendo os mais derivados tipos de acomodações, temas, decorações é fácil, mas hotéis construídos apenas de gelo é um tanto diferente.
Essa forma de construção utiliza os recursos que a própria natureza nos propõe para criar verdadeiras obras de arte. Levar comodidade para um meio onde só tem neve é bem estranho, mas muitos locais que passam por temperaturas abaixo de zero adotaram a ideia e oferecem acomodações para aqueles que amam o frio.
hotel-gelo-9
SnowCastle, Kemi, Finland






















Os próprios hotéis oferecem roupas de proteção, cobertas e sacos de dormir especiais que alcançam 30ºC para manter o hospede bem quentinho – alguns quartos possuem aquecedores que ficam entre 3 e 5 graus negativos combatendo os -30ºC que faz nessas áreas onde estão localizados.
hotel-gelo-7
hotel-gelo-5
Hotel of Ice (Romania)
Quando a estação mais fria chega ao fim, toda a estrutura começa a derreter. Porém, por atrair muitos visitantes e pelo alto custo das hospedagens os hotéis são reconstruídos todo inverno. Alguns são sempre iguais, já outros renascem em diferentes formas criando experiências diferenciadas a cada ano.
hotel-gelo-12
hotel-gelo-11
hotel-gelo-6
hotel-gelo-4
Hotel de gelo derretendo.
Entre os hotéis feitos de gelo temos uma concentração maior na Europa, em países como Suécia, Noruega, Finlândia, Suíça e Romênia.

Incrível de hj : Vivendo dentro de um vulcão

Aogashima, localizada no Oceano Pacífico e ministrada por Tóquio, é uma ilha vulcânica que possui dentro de si um vilarejo e um vulcão de menor tamanho.
Com a loucura e correria do dia a dia, quem nunca pensou em viajar para um local calmo e paradisíaco? Nas águas limpas e azuis do Mar das Filipinas está localizada uma ilha um tanto peculiar. Com 3,5 km de comprimento e largura máxima de 2,5 km, a ilha é formada por quatro caldeiras vulcânicas submarinas, e abriga aproximadamente 200 pessoas e um vulcão. Apesar de estar a 358 km da capital japonesa, ela é considerada parte de Tóquio.
A última erupção do vulcão interno ocorreu em 1781, passando por um período de quatro anos de atividade intensa e culminando com a morte de cerca de 130 dos 327 habitantes que viviam lá. Apesar de não haver muitos registros, pesquisas indicam que a ilha começou a ser povoada no século XVII.
vulcao_1
vulcao_2
Para chegar à ilha, você terá que pegar um barco ou helicóptero de Tóquio com destino a Hachijojima, a ilha povoada mais próxima, e, em seguida, alugar outro barco ou helicóptero para finalmente pisar nas terras vulcânicas de Aogashima. A maior parte da população é japonesa e vive no extremo norte, fora da cratera.
O vulcão conta com uma estrada que circula toda a ilha, um spa alimentado por água geotérmica bem quente, e uma área para piqueniques. Os habitantes cozinham usando energia natural, assim como fazíamos anos antes da invenção da eletricidade, e o sal Hingya é o principal produto de exportação da ilha. No extremo norte da cratera, é possível ter uma vista de 360º do local.
vulcao_5
vulcao_7
vulcao_8
vulcao_3
vulcao_9

FOTOGUIA: 8 destinos para esquiar na América do Sul

1-Portillo 
     Chile

por Sarah Twitchell (CC BY)

2. Las Leñas 
     Argentina

por Mariano Mantel (CC BY NC)

3. Valle Nevado
     Chile

por Alex Grechman (CC BY)

4. Villa La Angostura
     Argentina

por Clarissa Ramos (CC BY)

5. Chillán
     Chille

por unofficalsquaw.com (CC BY NC)

6. San Martín de los Andes
     Argentina

por AHLN (CC BY)

7. Bariloche
     Argentina

por Austin Flynn (CC BY SA)

8. Ushuaia
     Argentina

por alterra

FONTE:Blog Planeta Ótimo

DOSE DE FOFURA: 21 GATOS COLECIONADORES

1 – Esse aqui pega os ursinhos do cachorro emprestado – para não devolver – e cerca o pote de comida com eles

problemas-gatos-1

2 – Esse coleciona meias, mas até tenta ser legal devolvendo algumas para o dono

problemas-gatos-2

3 – A coleção de papéis desta pequena bolinha de pelo já não é mais secreta

problemas-gatos-3

4 – Descobriram o esconderijo da coleção do gato ao arrastarem o sofá

problemas-gatos-4

5 – Esse aqui coleciona protetores labiais

problemas-gatos-5

6 – Ele coleciona tampinhas e parece ter ficado chocado ao perceber isso

problemas-gatos-6

7 – A coleção de bolas de natal foi encontrada embaixo do sofá

problemas-gatos-7

8 – O importante é colecionar, não importa o que seja

problemas-gatos-8

9 – Esse coleciona lacres. Afinal, o mundo precisa de lacres… só que não!

problemas-gatos-9

10 – Colecionar elásticos de cabelo também é necessário

problemas-gatos-10

11 – Eles preferem esconder os ratos de pelúcia embaixo do sofá

problemas-gatos-11

12 – E o esconderijo secreto deles foi descoberto ao arrastarem o sofá

problemas-gatos-12

13 – Colecionam de tudo e não entendem porque são incompreendidos

problemas-gatos-13

14 – Esse guarda seus canudos embaixo dos móveis

problemas-gatos-14

15 – Ele só queria colecionar balas de Nerfs, mas teve seu esconderijo encontrado

problemas-gatos-15

16 – Esse adora colecionar canudos também (Pois o mundo precisará de muitos canudos um dia!)

problemas-gatos-16

17 – Esse aqui guarda de tudo um pouco e parece não se arrepender disso

problemas-gatos-17

18 – Um colecionador sempre deve conferir se está tudo ali

problemas-gatos-18

19 – Esse adora reunir meias de todas as cores

problemas-gatos-19

20 – Mais um grande colecionador que esconde suas coisas embaixo do sofá

problemas-gatos-20

21 – Esse aqui coleciona sacolas, porque ninguém precisa mais de sacolas do que os gatos…

problemas-gatos-21

Vambora de hj :Alberobello-Itália

                 

           Vambora- Alberobello-Itália
                                               
                                                  Pequeno Paraíso no ''salto da bota italiana''

(imagem do Google imagem)

Localizada na região de Puglia, no sul da Itália, a cidade de Alberobello impressiona pela sua arquitetura. As antigas construções, chamadas de trulli (''trullo'' no singular), são brancas, feitas de pedras sobrepostas e têm telhado cônico, dando um visual único à cidade.



Dizem que os trulli eram utilizados para enganar a cobrança de impostos. Quando os cobradores se aproximavam, os moradores desmontavam os telhados, retirando a pedra do topo, e a casa passava por um simples depósito, e depois eram reconstruídas.























Pelas ruelas de Monti e Aia Piccola, muitas lojinhas de artesanato, bares e restaurantes.Os símbolos de cal sobre os telhados, são para atrair boa sorte e afastar o mal olhado.





Trullo Sovrano - Do século XVIII, é a única construção do tipo, com dois andares

























Como Chegar

O aeroporto mais próximo fica na cidade de Bari, a 50 km. Do aeroporto até o centro de Bari, pegar o ônibus Tempesta Autoservizi, 25 minutos de viagem, 4 euros. 



Trem de Bari até Alberobello, 1 hora e 35 minutos, 5 euros, pelo trem Ferrovie del Sud Est.

FONTE (Texto e imagem): Blog Planeta Ótimo / Dicas de Viagem - Itália 
MAIS IMAGENS RETIRADAS DO GOOGLE IMAGEM ABAIXO :